7 de dezembro de 2010

De repente, o tic para na passagem para o tac. E, numa questão de milésimos, ela lembra. Lembra do cheiro dele ainda impregnado no corpo, da textura da camisa de mais de uma década que ele roubou do pai. Inspira fundo, e demora pra soltar o ar. Lembra como era bom ser feliz, lembra daqueles dias que passou com ele, aquelas tardes de outono que ainda permanecem nos finais do pôr-do-sol, mesmo agora, na primavera. O coração dispara e aos poucos ela volta. Suspira e pensa "como era bom estar com ele, como ele me fazia um mal danado, mas necessário.''.
Sabia que, de alguma forma, sofreria mais se continuasse com a lembrança em mente, mas, que ele saberia, apesar de tudo, que ela estava lembrando deles naquele exato momento. Afinal de contas, ele também lembrava às vezes e passava horas e horas, feito ela, se perdendo nos por quês entre eles dois.
 
E o blog está as moscas, eu sei. Tô trabalhando :D mas como essa é a última semana de aula, logo estarei mais folgada. Prometo que responderei todos os comentários que tô devendo. Tenho um monte de coisas pra postar. Me esperem *-*

17 de setembro de 2010

Como o amor é complicado né?
Talvez o que eu sinta nem seja amor, talvez nem seja nada, mais é alguma coisa, pelo menos eu acho que é.

Mas não vim aqui pra falar de amor, pelo menos não desse amor complicado, e sim de um amor que só me dá gosto . O amor pelo meu blog e o blog dos meus amiguinhos :D

Tive uns dias corridos ( o que é raro '-' ), foi aniversário da minha mãe ( estou devendo uma homenagem a ela .. ) e o meu aniversário também ! Pois é .. tenho 17 anos agora, é tão irreal .. parecia uma coisa tão distante .. mas isso também é assunto pra outro post ^-^

Vou começar a fazer aula de violão, pretendo entrar na academia, e pretendo também me dedicar mais ao blog e voltar a me fazer presente nos blogs daqueles que muito me fazem bem.

Então .. desculpem-me meus queridos, pela ausência.


Mas bobagem, quanta amargura,
eu já sei que a vida é dura,
agora é pura questão de se acostumar.
Basta ter coragem e finura

e o jogo de cintura

aprendido dia a dia, bar em bar.

Ouçam: Pullovers – Tudo que eu Sempre Sonhei

6 de setembro de 2010

‘Não se entristece quando não falo contigo? Não se desanima quando lhe sou indiferente? Não se sente magoado sem os meus olhares?
Eu me sinto..’

Vez enquando era isso que tinha vontade de dizer. Quando ele agia meio que querendo me mostrar o quanto eu era dispensável. Não dizia. Sei lá o porquê. Talvez isso mesmo que ele quisesse. Essa vontade eu não ia fazer.

Nos dias que ele ficava desse jeito, eu ia pra frente do espelho e ficava me encarando por horas. E repetindo pra mim mesma: Eu jamais vou ser que nem ele, jamais!


Chained to all the places that he never wished to stay

Bound with all the weight of all the words he tried to say

And as he faced the sun, he cast no shadow ♫

2 de setembro de 2010

Nunca imaginei que fosse ser assim.

Todas essas palavras cheias de confeitos e delicadezas, todos esses olhares recheados de amor, todos esses sorriso açucarados. Todo esse estoque de gulodices, que parecem satisfazer tanto quem os provava. Que dão sustância, leveza, vontade, brilho e a certeza de um coração bem alimentado. Onde estavam?

Sempre tive vontade de provar disso. Nunca pude.

E agora a confeitaria se abriu .. E o melhor de tudo, é que é só pra mim.

26 de agosto de 2010

De todas as feridas, você é a que mais me dói. Dói porque curou por conta própria e não deixou cicatriz. Dói porque eu teimei em te criar. Dói porque eu me lembro da sensação de dor. Dói porque eu queria sustentar você ali, vivo, pulsando em mim, teimando em curar.
De todas as feridas, você é a que mais dói porque fez a casca rápido demais, entende?

São 19:33. Quinta-feira. Vinte e seis de agosto de dois mil e dez. E, droga, eu tô escutando a música mais linda e que me faz mais mal na face da terra. Se você quiser vir me abraçar, eu aceito.

6 de agosto de 2010

apenas traços, fios e rabiscos
apenas projeções no nada
apenas a expectativa pelas sensações

sou toda feita de planos.

Que os planos amadureçam e logo logo se concretizem numa realidade bonita bonita :D

4 de agosto de 2010

Tô carente.
Carente de amigos, carente de precisar de alguém que precise de mim, carente de começar o dia dançando um rock, carente de espinho no pé, carente de desenhar casinhas com giz de cera, carente de música extremamente boa, carente de horas de leitura, carente de comida boa, carente de ver um filme que me faça querer revê-lo muitíssimas vezes, carente de lugares que me remetam lembranças agradáveis, carente de pessoas conversando comigo, querendo saber como foi meu dia, carente de silêncios confortáveis, carente de cobranças, carente de telefonemas no meio da noite, carente de oxigênio, carente de dias de sol, carente de orações, carente de escrever algo que preste, carente de valorização, carente de roupas, carente de banhos de chuva, carente de grama verdinha, carente de girafas, pandas e dragões de estimação, carente de joguinhos antigos.
nha ..tão carente ..